Notícias

HPB, doença que costuma assustar os homens, não é câncer de próstata

21/11/2016 15:27:26

HPB, doença que costuma assustar os homens, não é câncer de próstata

A tão famosa próstata é uma glândula encontrada somente no sexo masculino, que tem como principal função produzir parte do líquido seminal. A uretra masculina, órgão responsável por esvaziar a urina da bexiga, se localiza no meio dela. Com o passar dos anos, a glândula tende a aumentar de tamanho e isto pode ocasionar a obstrução da uretra e, consequentemente, do fluxo urinário. “A essa condição chamamos hiperplasia prostática benigna (HPB), problema que não deve ser confundido com o câncer de próstata. São doenças completamente diferentes, independentes e que podem acontecer simultaneamente”, alerta Carlos Eduardo Santin (CRM-PR 25983/RQE 18909), urologista do corpo clínico do Hospital Pilar.
Por outro lado, se constatada a existência do câncer de próstata, uma das maiores causas de óbito em homens, o acompanhamento médico é imprescindível. Dentre os fatores de risco para desenvolver a doença podemos citar: histórico familiar positivo, obesidade e ascendência negra.
Mateus Cosentino Bellote (CRM-PR 24857/RQE 18522), também urologista do Pilar, explica que “os homens que possuem parente de primeiro grau acometidos pelo câncer de próstata devem iniciar os exames de check-up (história clínica, PSA no exame de sangue e toque retal) a partir dos 45 anos de idade. Para os que não possuem fatores de risco, atualmente se indica esta rotina após os 50 anos de idade”.
A avaliação com o urologista deve ser anual, ou de acordo com recomendações especiais. “Assim, é possível diminuir o número de mortes por câncer de próstata, pois o diagnóstico precoce permite tratamento mais rápido, evitando que a doença se espalhe”, diz Bellote.
O aumento periódico da expectativa de vida tem reflexo direto na saúde do homem. Com a idade, aumenta a taxa de distúrbios sexuais, de dificuldades de micção, de disfunções renais e outros problemas que devem ser tratados e acompanhados para evitar agravamento, entre eles a hiperplasia prostática e o câncer. “É importante dizer que tanto a HPB quanto o câncer de próstata têm cura”, frisa Santin.

Fonte: Anúncio Gazeta do Povo

 

voltar